segunda-feira, 1 de outubro de 2012

YAK-9D


video

O Yak-9 teve uma estrutura  leve assim novo caça tinha uma flexibilidade que os modelos anteriores não tinha Os pilotos que voaram considerava seu desempenho como comparáveis ​​com os do Messerschmitt Bf 109G e Focke-Wulf Fw 190A -3/A-4.. Ele permaneceu em produção 1942-1948, com 16.769 construído (14.579 durante a guerra).  Foi o primeiro avião soviético para abater um jato Messerschmitt Me 262 . Segunda Guerra MundialO primeiro Yak-9 entrou em serviço em outubro de 1942 e primeiro viu o combate no final de 1942 durante a Batalha de Stalingrado . A versátil Yak-9 operado com uma grande variedade de armamento para uso em anti-tanque, bombardeiro curto e de longo alcance. A baixa altitude, o Yak-9 era rápido e mais ágil do que o seu principal adversário, o Bf 109. Os pilotos soviéticos considerado o desempenho do Yak-9 como no mesmo nível como o 109G e Fw Bf 190A-3/A-4.   Após a Batalha de Smolensk , no segundo semestre de 1943, o famoso da França Livre Normandie-Niemen unidade tornou-se uma Groupe e foi equipado com o Yak-9.  Características geraisTripulação: umComprimento:  (8,55 m)Altura:  (3,00 m)Área da asa:  (17,2 m²)Peso vazio :  (2.350 kg)Peso carregado:  (3,117 kg) 1 motor de pistão refrigerado a líquido Klimov M-105 PF V-12, 1.180 cv (880 kW)Velocidade máxima :  (591 km / h)Autonomia :  (1.360 km)Teto de serviço :  (9.100 m)Taxa de subida :  (13,7 m / s)Asa de carga :  (181 kg / m²)Armamento1 × 20 mm ShVAK canhão2 × 12,7 milímetros UBS metralhadora

O presente modelo é "branco 86" de O.Mateev do regimento Varsóvia de abrl 1945

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

P-40C Tomahawk

video

O Curtiss P-40 Warhawk  voou pela primeira vez em 1938, e foi usado em grande número durante a Segunda Guerra Mundial. 13 738 P-40s foram produzidos; e usados por 28 países(inclusive o Brasil) até 1948.
Entre 1941 e 1944, o P-40 teve um papel crucial com as forças aéreas aliadas em cinco grandes teatros da guerra: China; Mediterrâneo; Sudeste da Ásia; Sudoeste do Pacífico e na Europa Oriental.
O P-40 teve o seu batismo de fogo com os esquadrões na Força Aérea do Deserto do Império Britânico , em agosto de 1942. A fraca performance a grandes altitudes do P-40 não era crítica no Norte da África e Médio-Oriente. O 112º Esquadrão da R.A.F. foi o primeiro a pilotar Tomahawks no Norte da África. Este esquadrão copiou as famosas bocas de tubarão, utilizadas pelos caças-bombardeiros Messerschmitt Me 110 Zerstörer, da Luftwaffe, e a marca foi posteriormente adotada pelos P-40 pertencentes à esquadrilha Tigres voadores na China.
O P-40 possuía uma boa agilidade, principalmente a altas velocidades.
Era uma aeronave bem simples, mas tinha uma estrutura muito forte, incluindo asas com sete longrinas, que permitiam que o P-40 sobrevivesse a colisões parciais em voo, com outros caças inimigos, documentadas (alguns desses casos foram considerados como vitórias pela RAF e pela VVS).
O raio de ação operacional era bom pelos padrões do início da guerra melhor que o do Supermarine Spitfire e do Messerschmitt BF-109, mas inferior ao do A6M Zero, Ki-43 Oscar, e dos posteriores caças P-38 Lightning e P-51 Mustang.
O P-40 era bem armado e blindado. Ele podia carregar uma carga moderadamente eficaz para ataques ao solo, era semi-modular o que facilitava a sua manutenção, e tolerava até as piores condições, lutando em qualquer lugar, dos desertos do Norte da África às matas da Nova Guiné, das tórridas Índias Orientais Holandesas, ao clima polar da União Soviética e do Alaska.

MIG 15

video

 O Mig-15 foi concebido em 1946 como  interceptador para grande altitude e de alta capacidade para abater alvos estratégicos. O projeto concebido na Mikoyan Gurevich foi de uma aeronave de asa enflechada.
O MiG-15 um dos primeiros aviões a jacto,utilizado na Guerra da Coreia, seu desempenho ultrapassava todos os caças inimigos e ficou em pé de igualdade com o F-86 Sabre.
2 canhões Nudelman-Rikhter NR-23KM e 1 Canhão de 37 mm NL-37D Comprimento10.11 m
Envergadura10.8 m
Altura3.7 m
Área (asas) 20.6 m²

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Mitsubishi A6M Zero

video

Mitsubishi A6M Zero - foi o principal caça da marinha japonesa durante toda a Segunda Guerra Mundial.
Ganhou reputação de invencível no início da participação nipônica no conflito, com poder de manobra, alcance e razão de subida inigualáveis por qualquer caça ocidental, tanto de terra quanto embarcado. Tinha um defeito fundamental: para que pudesse ter a leveza e o poder de manobra que tinha, era privado de blindagem em relação à cabine do piloto e ao tanque de combustível, o que a exemplo de outros aviões de guerra japoneses do início do conflito, o tornava extremamente vulnerável ao fogo inimigo. Vulnerabilidade esta, típica desses vários modelos de aviões de combate japoneses, responsável pela morte de muitos tripulantes que ao longo do conflito fizeram falta pela sua quantidade e experiência em momentos críticos para o Japão.
Embora insuperável no combate individual, os aliados ainda em 1942 desenvolveram táticas de combate aéreo em grupo que cedo começaram a anular tal vantagem. E logo que modelos aliados equivalentes ou mais aperfeiçoados começaram a entrar em serviço ao final de 1943, foi superado, sendo porém mantido como principal caça nipônico na linha de frente por falta de uma política industrial que produzisse em grande escala algum de seus substitutos